7 dicas de especialistas sobre Concurso Público para Técnico de Edificações

A aprovação no concurso público é o desejo de muitos Técnicos de Edificações, ainda que pareça difícil, é possível ser alcançado muito mais rápido com uma preparação intensa e diversificada, em outras palavras, utilizando-se de materiais específicos, completos, dinâmicos e agradáveis.


Selecionamos 7 dicas fundamentais para que você siga e alcance o seu sonho de se tornar servidor público na área Técnica de Edificações:


  1. Análise do Edital;

  2. Plano de Estudos Personalizado;

  3. Atendimento Motivacional;

  4. Assessoria Individual;

  5. Fórum de Dúvidas;

  6. Técnicas de Aprendizagem Acelerada;

  7. Preparação Intensa e Diversificada.


1. Análise de Edital:


O edital é um documento que deve ser usado como um “mapa” para conquistar a vaga da sua vida. Nele contém todas as informações particulares que serão requeridas na prova do concurso público, como os assuntos a serem abordados na prova e especificidades ocultas solicitadas, além disso, os pré-requisitos para admissão, funções a serem realizadas, carga horária, salário base, local de trabalho, quantidade de vagas, informações de inscrição, local de prova, horário, recomendações e etapas das provas.


2. Plano de Estudos Personalizado:


Cada concurseiro tem suas características particulares, não sendo possível definir para todos os Técnicos de Edificações o mesmo plano de estudos com horários e demais ordens definidas, pois, são pessoas diferentes com realidades singulares, como o tempo disponível para estudos, a base acadêmica, o nível técnico assimilado, enfim, é indispensável criar um plano de aula individualizado, considerando as particularidades do estudante.


3. Atendimento Motivacional:


O incentivo periódico para manter sua motivação em alta é tão importante quanto os estudos em si. No início da vida do concurseiro Técnico de Edificações é indicado que se utilize de 60% do tempo em estudos dirigidos e 40% do tempo restante em motivação. Após quatro a seis meses de aprendizagem, é interessante inverter essa porcentagem para que você obtenha mais inspiração e ânimo, lembrando-se dos motivos que te fizeram trilhar este caminho longo, solitário e invisível aos olhos dos demais.


4. Assessoria Individual:


Aprovados em concursos públicos citam ser de grande valia a presença de uma consultoria personalizada, onde o servidor público transmite o passo a passo necessário que o fez chegar na linha de chegada da aprovação na instituição tão sonhada, exterioriza ações claras para otimizar seus estudos, estudando mais e melhor em menos tempo.


5. Fórum de Dúvidas:


Todo concurseiro deve considerar ser essencial esclarecer suas dúvidas com professores especialistas e experientes em concursos públicos, pois, tirar dúvidas é uma maneira eficiente de fixar os conteúdos estudados. Acumular dúvidas é o mesmo que aglomerar barreiras sólidas dentro de uma tubulação destinada a transcorrer água limpa e fluida, te impedindo de absorver novos conteúdos. Os fóruns mantém as perguntas de outros estudantes, te possibilitando acessar rapidamente a solução já respondida, além de te apresentar pontos despercebidos e orientações sinalizadas.


6. Técnicas de Aprendizagem Acelerada:


Há diversas técnicas que podem ser usadas para agregar ao avanço do Técnico de Edificações nos seus estudos, dentre elas destacamos a memorização, organização (planejamento), concentração e neurociência. Além disso, realizar revisões frequentes até a data da prova é uma exigência por causa da famosa curva do esquecimento. Além da revisão, é importante conferir os principais pontos do edital, fundamentais à realização da prova, garantindo que completou as solicitações da banca. Há também o constante acompanhamento do progresso nos estudos através de simulados, por exemplo.


7. Preparação Intensa e Diversificada:


É imprescindível se preparar através de materiais específicos de concurso público para Técnico de Edificações, visando tal aprovação, o mais rápido possível. Os materiais escolhidos (videoaulas, aulas ao vivo, livros técnicos, apostilas, exercícios, simulados, áudios, mapas mentais, revisões, dentre outros), precisam está alinhados entre eles, para que haja uma preparação eficiente, ou seja, a mesma linguagem e assuntos abordados para que o entendimento do concurseiro seja sustentado em todo o aprendizado.


“Nunca é demasiado tarde para seres aquilo que devias ter sido” — George Sand.