8 Razões para o Técnico de Edificações optar por Concurso Público

Já pensou nos benefícios do Concurso Público? É a realidade de muitos Técnicos de Edificações se dedicarem todos os dias no emprego (seja no escritório ou na obra) e ganhar pouco (bem pouco). Você se esforça o mês inteiro, se doa, trabalha horas a fio, “veste a camisa da empresa”, mas chega o final do mês e a recompensa não vem. E muitas vezes você nem mesmo é reconhecido pelo seu esforço e não adianta mudar de emprego, pois, a maioria das empresas privadas são assim, sem falar que você não tem estabilidade nenhuma e pode ser demitido a qualquer momento!


Destacamos 8 razões para você — Técnico de Edificações — optar por Concurso Público, que é uma solução positiva e segura para quem deseja trilhar uma carreira próspera e sólida, vamos lá:

  1. Excelentes remunerações;

  2. Estabilidade funcional;

  3. A inexigibilidade de experiência;

  4. Ótimos benefícios;

  5. Aposentadoria integral;

  6. Plano de carreira;

  7. Oportunidades exclusivas;

  8. Qualidade de vida.



1. Excelentes remunerações:


Essa vantagem é gritante! Quando comparamos os salários de Técnicos de Edificações na carreira pública, vemos que são bem maiores do que é normalmente oferecido pelo setor privado, ainda mais em início de carreira. Além disso, os salários estão sempre em dia e pode ser pago adiantado no caso de feriados ou fins de semana.


2. Estabilidade funcional:


Certamente, uma das grandes vantagens em ingressar no setor público é o fato de não poder ser demitido a qualquer momento, como acontece no emprego privado. Para que um Técnico de Edificações seja demitido, é necessário que infrinja de forma grave alguma das regras estabelecidas pelo Estatuto Funcional ou Regimento.


3. A inexigibilidade de experiência:


Independentemente da idade ou da experiência profissional prévia, o Técnico de Edificações pode se candidatar a uma vaga nos órgãos públicos. Isso porque, a única coisa levada em consideração, na maioria dos concursos, é o resultado da prova realizada e a, posterior, lista de classificados. Isso significa que tanto jovens, quanto pessoas mais experientes, podem ser efetivadas como funcionário público.


4. Ótimos benefícios:


Ao precisar comprar a casa própria ou para adquirir aquele carro dos seus sonhos, sendo um funcionário público, suas chances de conseguir um bom financiamento são ainda maiores, com menos burocracia, por ser crédito consignado, taxas de juros mais baradas, maior tempo para quitação de empréstimo e parcelas fixas. As instituições financeiras oferecem vantagens aos Técnicos de Edificações concursados, por terem a renda fixa e estabilidade funcional.


5. Aposentadoria integral:


No setor público, os Técnicos de Edificações se aposentam com o salário integral e passam a receber de aposentadoria o valor do último pagamento recebido. Outro fator importante a ser destacado: após a aposentadoria, o Técnico de Edificações pode tentar novamente uma vaga por meio de um novo concurso público, aumentando assim sua renda mensal de ganhos até que atinja a idade máxima, tendo que se aposentar compulsoriamente.


6. Plano de carreira:


Ao servidor público são dados benefícios e gratificações mediante seu tempo de serviço e especializações feitas no decorrer da carreira. É importante frisar que, mesmo depois de atuar no setor público, vale a pena continuar estudando, aprimorando seus conhecimentos para cumprir melhor a sua função e garantir os avanços disponíveis para cada cargo.


7. Oportunidades exclusivas:


O Técnico de Edificações que precisar comprar a casa própria ou para adquirir o carro dos sonhos, sendo um funcionário público, as chances de conseguir um bom financiamento são ainda maiores. As instituições financeiras oferecem vantagens aos concursados, por terem a renda fixa e estabilidade funcional.


8. Qualidade de vida:


Os funcionários públicos possuem uma carga horária fixa, determinada no edital do concurso, e raramente cumprem horas extras, o que difere da realidade dos Técnicos de Edificações da iniciativa privada. Isso contribui para que o funcionário tenha mais tempo para passar com a família, planejar viagens, desfrutar de hobbies, diminuindo, assim, o índice de estresse e aumentando sua qualidade de vida.


“A melhor opção continua sendo a carreira pública!” — Monique Silveira.